Livros – Série ‘Perdida’ de Carina Rissi

image

Olá gente linda!

Domingo é dia de descanso e hoje venho com uma dica de leitura.

Eu aaaamo livros de época e assumo, livros adolescentes. São sempre cheios de sonhos e realizações tão gostosas… Me deem um desconto: leio esses livros e não assisto novela! haha!

Terminei a série ‘Perdida’ de Carina Rissi essa semana e achei tão apaixonante que não resisti e vim contar pra vocês!

O mais legal é que a série é brasileira e gente, não perde nada nada para as séries bambambãns gringas! (A Carina manda mto bem! Já peguei outro livro dela pra ler <3).

A série é composta até agora por 4 livros (Perdida, encontrada, Destinado e Prometida) e eu só tive a oportunidade de ler três até agora, mas já valeu super.

O primeiro e o segundo são narrados pela personagem principal, Sofia. O terceiro pelo Ian e o quarto pela irmão de Ian, Elisa.

A sinopse é mais ou menos assim:

Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…

 

Primeiramente, tenho que deixar claro que eu simplesmente amo histórias que envolvam viagem no tempo. Não sei explicar o motivo, sei que simplesmente sou fascinada pelo tema. Talvez seja o fato de dois mundos completamente diferentes se encontrarem, com suas dificuldades e conceitos, o que gera milhões de possibilidades, e ao mesmo tempo torna estas histórias muito empolgantes. E eu ADORARIA entrar numa viagem dessas!

Um livro com um romance açucarado, mas doce na medida certa. Em primeiro lugar, eu amei sua narrativa. O modo como conduz sua trama, os personagens e suas emoções, me cativou. E a história em si é um show à parte. Com pitadas de humor e muito romance, o livro conta também como muitas reviravoltas e até mesmo um leve toque de suspense.

 

[…] -Há… Será que você poderia me ajudar? Estou meio… perdida. – Um riso nervoso escapou de meus lábios.
– É. Eu estou num lugar muito estranho onde… onde… – Era difícil dizer em voz alta. Tomei fôlego. – Onde algumas pessoas pensam ser o século dezenove. – Ri nervosa outra vez. – Dá pra acreditar?
Houve um curto silêncio.
– Claro que dá! E você não está perdida. Está exatamente onde deveria estar.

 

Eu simplesmente me vi viajando no tempo junto à Sofia, me vi imersa em sua aventura e hipnotizada pela história de Carina. Um livro com um toque mágico, que me transportou para uma época com costumes tão diferentes e interessantes; de longos vestidos e bailes; onde para se chegar a algum lugar usava-se carruagem ou cavalos; onde a natureza era dominante e a tecnologia ainda não existia. Me vi transportada por entre as páginas do livro, fascinada por cada detalhe, e encantada com toda a magia.

 

Ela era bitolada em tecnologia, e de certa forma era desleixada e mimada em muitos momentos. E não dava a mínima para que rumo sua vida estava tomando, muito menos dava importância em deixar aflorar seus sentimentos, mesmo os mais banais. A verdade é que Sofia é a típica mulher modera, auto-suficiente, dinâmica, e independente. Agarrando com unhas e dentes a tecnologia, e fechada em um mundo de poucos amigos, é justamente quando ela perde o celular dentro de uma privada (sim, bêbada), e depois de alguns fatores decisivos, que ela se vê perdida no tempo, precisamente no Século 19. Agora sem tecnologia, sem o conforto da modernidade, ela tem que aprender a viver de verdade. E é o que acontece. É aí que ela começa a dar valor às coisas simples da vida: como apreciar um bom alimento (e como tem comida neste livro, hein!? rs), dar valor à natureza, e até mesmo descobrir o que é verdadeiramente estar apaixonada.

Ah, entre tantas e tantas outras coisas. Perdida é um livro que me surpreendeu e me conquistou. E indico de verdade para todas que amam esse tipo de história.

beijo!

Anúncios