Blog da Fabi Pranaitis | Moda Retrô & Beleza

BELEZA – DESABAFO : Minha Experiência Salão Marcos Proença

Olá minhas fadas!

Hoje venho contar minha experiência nada mágica com o serviço do salão Marcos Proença.

O ocorrido foi há pouco mais de um mês e eu preferi vir contar agora falar mais prudentemente, porque quando fazemos as coisas no calor do momento, podemos falar até o indevido.

Minha intenção com esse post é somente me abrir com vocês e expor a minha experiência, pois sei que tem muitas meninas que ficam muitas vezes tristes por não poder pagar um salão renomado, por terem aquela impressão que certos nomes muito grandes fazem certos milagres da beleza.
Eu preciso dizer pra vocês que isso é ilusão.
Um bom salão é feito de bons profissionais, e não de status.
O Marcos Proença em si, parece ser uma pessoa realmente muito fofa e trabalhar muito bem, mas quando o serviço é feito por outros profissionais, isso pode fugir do controle dele, entendem?!

Nessa data, 25/07, fui convidada para participar de um evento de uma marca X que seria realizado no salão Marcos Proença em SP e nessa ocasião poderíamos fazer cabelo e maquiagem. Eu não costumo fazer nada em salão. Quem me segue há mais tempo sabe da preguiça que eu tenho de ficar lá horas e horas. Acontece que, como meus cabelos estavam meio sujos e eu tinha ido com eles presos, uma das moças ficou naquela coisa de “Faz, vai ficar tão bonito!” e blá blá blá Acabei me rendendo e deixei fazer. O cabeleireiro que me atendeu (da foto 1) foi super bacana, lavou meus cabelos, conversou comigo e foi super tranquilo na hora da escovação. O problema foi a auxiliar. Ela pegou a parte de trás dos meus cabelos e ele a da frente. Primeiro erro; ela usava uma mini escova redonda para fazer a escova modelada, mas olha o comprimento do meu cabelo, é claro que ia dar ruim. Toda hora enroscava nas laterais e eu sentia puxar e quebrar. Eu pedi várias e várias vezes para ela ir mais devagar. Até o cabeleireiro que estava escovando a frente me dava aqueles sorrisos meio de lado, meio que se desculpando. Infelizmente, talvez, ele não podia pedir pra trocar a moça simplesmente por causa disso. Ainda por cima, o secador estava super próximo dos meus fios, o que todo mundo sabe, que queima o cabelo esse ato.
Enfim, fiquei um TEMPAAAOO sentada lá para eles escovarem (porque tenho muito cabelo), a mulher puxando mais e mais e eu tensa e chateada porque estava acabando o evento e nada deles terminarem o serviço.
Depois de uns minutos escovado, a tal escova modeladora que foi feita numa escova mini “pra durar” já estava praticamente lisa. Eles fizeram a “cereja do bolo” passaram ainda mais o babyliss em cima, torrando ainda mais os fios. (A foto 1 foi a foto de finalização e estava com babyliss).

Resultado? Taí as fotos. Cabelo super ressecado, quebrado, cheio de frizz, cachos que não duraram nem 1 hora, mesmo após o babyliss.

Cheguei em casa e fui direto pro banho lavar. Usei uma máscara reconstrutora e adicionei 1 colher de sopa de óleo de coco, 3 cápsulas de óleo de argan puro e passei nos cabelos deixando agir por 1 hora. Passei até na raiz. Depois só enxaguei e meus cabelos nem pesados ficaram, muito pelo contrário, continuaram com as pontas secas e várias delas cheias de pontinhos brancos apontando todo o quebrado. Minha raiz permaneceu sem oleosidade por 3 dias que foi o tempo que fiz a outra lavagem, ou seja, o negócio estava terrivelmente seco de verdade.

Os dias se passaram e o que mais vejo é ponta dupla. Tive que hidratar, reconstruir. umectar, mas, teve pontas que só resolveram na tesoura mesmo.

Dias depois, recebo a seguinte mensagem no meu celular perguntando o que eu havia achado do serviço:

Deu pra perceber que eles (peço desculpa pelo termo) cagaram para minha reclamação.

Mas enfim, essa foi minha experiência.

Quando faço babyliss em casa, os cachos duram dias e não torro nem quebro meus cabelos. Então, fica a dica, não é porque o salão é renomadíssimo que problemas não vão acontecer. Não é porque a minha experiência com um auxiliar não foi boa que o próprio Marcos Proença seja ruim, mas a atenção com o cliente, ah, isso poderia ser melhor sim.

Sigo cuidando dos meus fios. Tentando reparar os danos, mas se tem uma coisa que fixou ainda mais na minha cabeça é meu trauma quanto a cabeleireiros… Infelizmente…

Essa cidadã da foto abaixo foi a minha assassina capilar. Se virem ela com uma escova e um secador em mãos: CORRA!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: